Categoria Empreendedorismo

poradmin

10 passos para construção de plano de negócios

Nós listamos aqui os 10 passos para construção de plano de negócios para te ajudar a criar um plano eficiente.
O plano de negócios é uma ferramenta tão importante que, de acordo com pesquisas, 70% das empresas fecham por falta de planejamento.
Um erro comum que muitos empreendedores cometem é começar já fazendo um projeto e ir moldando ele conforme a coisa for andando (e os problemas forem aparecendo), isso, além de te fazer perder tempo, ainda pode te fazer perder dinheiro também (e você não quer brincar de “o que dá e o que não dá certo” com seu dinheiro, não é mesmo?).
O plano de negócios é como um mapa que te guiará até o seu objetivo. E como hoje em dia já existem diversas ferramentas que nos ajudam a prever muitas situações negativas, não há motivos para se arriscar mais e deixar seu negócio à deriva.
O que é um plano de negócios?
Antes de mostramos como criar um plano de negócios, é preciso que você saiba do que ele se trata.
Todo empreendedor precisa fazer uso dessa ferramenta chamada de plano de negócios para traçar as metas, objetivos e recursos que deverão ser utilizados (e o modo como serão usados) para se desenvolver um produto, serviço, enfim, conferir se uma ideia é viável e qual a melhor forma de aplicá-la.
O plano de negócios ajuda a dar uma visão de como você deseja que seja o futuro da sua empresa ou negócio e o que deve fazer para isso acontecer.
Nesse documento devem constar todos os detalhes do que será feito: qual o produto ou serviço sua empresa pretende oferecer, o estado atual do seu negócio, como você pretende divulgar o produto, de quanto dinheiro vai precisar, quanto espera alcançar financeiramente com isso, quais funções o pessoal da sua empresa precisa executar em prol desse objetivo, entre outros.
O plano de negócios tanto pode ser feito por você mesmo ou por um grupo de pessoas, como os sócios da sua empresa, por exemplo, afinal esse plano, geralmente, é feito pelos fundadores de uma empresa.
Passos para construção de plano de negócios
A seguir você confere os passos necessários para aprender como criar um plano de negócios eficiente.

Passo 1: resumo sobre o seu negócio
O primeiro passo é fazer uma definição sobre o seu negócio, descrever qual a sua área de atuação, qual o público alvo (idade, localização, faixa etária, etc.), quais são as dores encontradas (necessidades do seu público que você pode trazer uma solução), quem são os sócios e demais responsáveis pela sua empresa ou negócios, entre outros pontos importantes.

Passo 2: qual o objetivo
Aqui você deverá incluir o objetivo que deseja com esse plano de negócios e quais as metas que deverão ser comprimidas para tal, lembre-se que o plano de negócios não é um documento definitivo, poderão ser incluídas atualizações sempre que julgar necessário.

Passo 3: ferramentas e recursos necessário
Depois que você define seu objetivo, agora é preciso também analisar quais ferramentas serão necessárias para executar seu projeto, podendo ser ferramentas virtuais ou ferramentas e equipamentos físicos, isso vai depender do seu negócio e se o objetivo é um produto físico ou digital ou mesmo algum serviço.
Outro ponto a se abordar aqui é a questão legal: saber se você precisará de algum tipo de licença ou permissão para ter seu produto ou serviço lançado, por exemplo.

Passo 4: o capital necessário
Eis aqui outro passo importantíssimo no seu planejamento que é a definição do valor necessário para executar o que foi proposto.
Quanto vai custar para desenvolver o item “X” ou implementar a ferramenta “Y” no seu negócio? Quais os custos com mercadorias que devem ser adquiridas? Enfim, liste em detalhes todos os custos que terá.
Outro ponto importante também é fazer um levantamento do quanto você precisará para manter seu negócios funcionando, isso mesmo. O custo acima é uma despesa, digamos, que você terá apenas uma vez, mas você deve saber que para manter um negócio existem outras despesas, tais como: conta de energia elétrica, custos com hospedagem e domínio (caso crie um site para o seu negócio), despesa com telefone, contador, entre outros. Isso, inclusive, é importante para a gestão financeira da sua empresa.
Os primeiros meses sempre são os mais pesados para um negócio, logo, calcular os custos fixos que terá é importantíssimo para evitar surpresas.

Passo 5: sobre seu público alvo
Um dos piores erros que um empreendedor pode cometer é desenvolver um produto ou serviço sem antes pesquisar sobre seu público alvo. Nos dias de hoje, uma empresa precisa atender as necessidades da população e não criar um produto e tentar empurrá-lo nos clientes.
Sabe o que vai acontecer se você não fizer uma análise sobre o seu público alvo? Você correrá o risco de oferecer um produto que não tem nada a ver com seus clientes, o que vai gerar custos.
É importante que você faça uma pesquisa bem detalhada sobre o seu público alvo (pessoas que se interessariam pelo seu produto ou serviço), buscando saber sua localização, faixa etária, profissão, interesses, entre outros. Isso, inclusive, pode te ajudar no desenvolvimento do seu produto.

Passo 6: seu produto ou serviço
É aqui onde você descreverá quais os produtos ou serviços que sua empresa oferece.
Defina o que diferencia o seu produto ou serviço, quais necessidades ele suprirá para o seu potencial cliente, enfim, o que vai fazer com que seu cliente tenha vontade de adquirir determinado item ou contratar um serviço com você.
E cabe aqui também fazer a descrição técnica do que você oferece, claro, mas lembrando sempre de dar foco a solução que o seu produto ou serviço apresenta.

Passo 7: sobre seus concorrentes
É importante também analisar quem são seus concorrentes e o que eles estão fazendo, coloque no papel também quais as vantagens do seu produto ou serviço em comparação com o que a concorrência oferece.

Passo 8: quanto você espera faturar
Por exemplo: digamos que seu público alvo sejam executivos, homens e mulheres na faixa de 30 a 45 anos, que, de acordo com estatísticas (baseada em pesquisa prévia) recebam um bom salário, logo, as expectativas para esse segmento de mercado são interessantes.
Aqui você deverá fazer uma estimativa tendo como base os fatores citados anteriormente: colocando no papel os custos que terá e, com base no seu público alvo e nos benefícios do seu produto para ele, gerar uma média de quanto será possível faturar por mês.

Passo 9: fazer tudo ou delegar?
Outro ponto importante é saber se você ou sua equipe darão conta de tudo sozinhos ou se vão precisar da ajuda de terceiros para realizar outras tarefas. Por exemplo:
– Digamos que você tenha uma empresa que oferece serviços de engenharia, logo, os colaboradores são engenheiros e demais profissionais que atuam para manter o negócios funcionando, mas você quer trabalhar a sua marca nas
redes sociais, logo, vai precisar contar com a ajuda de profissionais que atuem nessa área (social media).

Passo 10: suas expectativas para o retorno
O último ponto dos nossos passos para construção de plano de negócios é colocar nesse documento em quanto tempo você espera recuperar o valor investido.
Todo empresário sabe (ou deveria saber) que os primeiros meses de uma empresa são trabalhados para se recuperar o dinheiro que foi investido nela, isso é chamado de ROI = Retorno Sobre Investimento. Esse valor precisa, além de devolver o que fora investido, cobrir com as despesas fixas do negócio.
É importante que você seja realista com o seu plano de negócios, coloque nele todos os detalhes e também os possíveis imprevistos que possam acontecer, isso tudo servirá para que o seu projeto seja eficaz.
Existem meios de identificar problemas e se prevenir antes mesmo do seu negócio ser iniciado e isso você consegue com um plano de negócios.

×
Olá tudo bem?